quarta-feira

nem solar nem eólica


"Luminar do céu noturno de outono", Jan Blencowe

no céu há muito se instalara
da noite a fuligem
no nada urbano cenário
e da lua não se sabe não

se não é o mote a escuridão
que se acendam pirilâmpadas
e voem então os vagaluzes

Nenhum comentário: