quinta-feira

pegasus na paisagem


"O cavalo branco", Paul Gauguin


velozes são os corcéis
que trazem a palavra
da vida que vai ao largo
o passo é presto também

céleres as sílabas
do vento
fugidia a emoção
ante a algaravia que
alcança todo confim

onde agreste e amplidão
dividem silêncios
ouço o bater do coração
o tropel da poesia em mim

Um comentário:

Anônimo disse...

d'Angelo,
Uma das palavras da vida se resume na tua delicada e sincera forma de escrever e de expressar os teus sentimentos e os daqueles que não tiveram o privilégio de nascer com a alma de poeta. Felizmente nasceram com a alma aberta para apreciar a beleza de tuas palavras. Um beijo no teu coração.