sábado

ainda da safra que se perdera


"Pier Itágua", Carlos Herglotz

se bem pouco me dizem
a estrela quando hesita
ou o vento que tumultua
naipes de pétalas
é por semeaduras
não vingadas

perdida nos dedos foi
a conta das palavras
endereçadas a oceanos
entre outros azuis
o coração ilhado vi
aos poucos cegar

já não me alucinam
o vórtice das asas e um
outro mar que não este:
antes que tardios velames
e primaveras indecifradas
insuflado o desencanto
sopesa assim em mim

Um comentário:

Carlos Herglotz disse...

Que maravilha de poema, você até pareçe Caiçara.Já recebi elogios de caiçaras pelas pinturas e poemas de Ubatuba....Parabéns.