sexta-feira

dos cortejos de Éolo


"Maison Maria", Paul Cézanne

de adestrar os ventos
então desisti
capitulando ante tão
imensuráveis rastros:
desalojadas as nuvens
janelas devassadas
a paisagem em desalinho

se impossível confiná-los
já que indômito o frenesi
melhor colher os frutos
do que percorre a rebeldia
eles transpondo meus recados
um destino dado à minha poesia

Nenhum comentário: