terça-feira

impossível ainda que amor


"Salgueiros no por do sol", Vincent van Gogh

mal a paisagem acolhera
confidências da primavera
percorri palavra por palavra
os abismos de pedras e ruas
a hora indócil da solidão
e entre funâmbulo e beija-flor
vi incerto o mapa do coração
em seu tortuoso navegar

olhos tateando o ocaso
assim entre a brisa e o verso
procurei um irresístivel istmo
que inapelável nos atasse
mas o amor propunha oráculos
em meio aos azuis e descaminhos
sem que eu ou mesmo a tarde
pudéssemos desvendar

2 comentários:

Alexandre B disse...

Poemas de imagens arrebatadoras, pungentes! Muito belo! Abraço.

Graça Pires disse...

Palavra por palavra, o incerto mapa do coração é o lugar onde se navegam as palavras do poema. Gostei deste. Um abraço.