quinta-feira

no silêncio do ocaso


"Paisagem com o castelo de Auvers no pôr do sol", Vincent van Gogh

à linguagem dos sinos somo
os contrapontos da luz
mesmo que vãos meus apelos
pois das asas o voo gestual
não me leva o desencanto

e eu que antes menestrel
agora entre reminiscências
adormeço palavras
meus sonhos revoam e
tudo fere a tarde em mim

Um comentário:

mfc disse...

Este poema transmite calma e paz...