domingo

entre o calendário e o horizonte


"Paisagem com neve", Vincent van Gogh

há muito que entardeci
diz a mim o rastro do tempo
ao redor qual for a estação
destoo das colagens da
primavera
sou esmorecer do outono
inverno não serei verão

cumes ou palavras, busco
o horizonte impossível
dos pássaros o refúgio
asa que me leve o coração

para além de dias, meses
degraus do calendário
neste cenário onde o amor
faz estribilho
eterno não em seu refrão

2 comentários:

Primeira Pessoa disse...

Vim aqui "tomar um cafezinho" e presentear meus olhos com um passeio por sua galeria.
saúdo-de!
Roberto.

Graça Pires disse...

O calendário do tempo que vai passando e deixa marcas e esperanças. Gostei do poema.
Sempre Vincent van Gogh a ilustrar...
Um beijo, meu amigo.