sexta-feira

nas vagas da poesia


"Barcos", Arcângelo Ianelli

tempestade sejam ou
ainda que calmaria
trago contidas as palavras
à solicitude dos ventos
respondendo com um não

à deriva vai meu coração
brancos versos meus navios
que a dor faz soçobrar
mais oceanos e desertos
silenciando meu olhar