domingo

entre a palavra e existir


"Campo de trigo sob céu nublado", Vincent van Gogh

ao contrário de mim
que me perco entre paisagens
e escombros da memória
no encalço do azul as aves
têm o sul como promessa
de um melhor lugar

pois que não alço voos
tão só declino sonhos em
abismos cotidianos
eu nada célere e tão ocaso
num eterno gládio entre
a palavra e existir

3 comentários:

Elizabeth F. de Oliveira disse...

Nossa, esse poema traduz muito do que sinto. Acho que o poeta é assim, mas traduzir isso de forma tão bela e poética,é , de fato, para poucos.
É um grande prazer te ler.
Abraços,

Graça Pires disse...

Fazer como as aves que "têm o sul como promessa de um melhor lugar" e voar tão alto que não se vislumbrem as sombras das palavras e dos silêncios...
Um beijo, meu amigo.

Luciana Marinho disse...

se perder entre paisagens escolhendo "Campo de trigo sob céu nublado" é um grande encontro! :)

abraço pássaro!!