terça-feira

homem ao mar

é o poeta a ostra
sem o nácar iridescente
transmutando a dor
em pérola reluzente

Um comentário:

Elizabeth F. de Oliveira disse...

O poeta é o alquimista das palavras.