terça-feira

do que vejo na paisagem


"Paisagem de outono com barcos", Vassili Kandinsky

assim percebo o outono
neste prólogo da estação
um palco para múltiplos
quintetos de aves
ou mesmo sem um único
gesto dos ventos
um cais de despedidas

nele aporto tristezas
eu que en passant entre
pétalas esquecidas

4 comentários:

Roseli Oliveira disse...

D'Angelo, sempre bom seu retorno!
Ainda que "o que vê na paisagem" estejam entre pétalas esquecidas.
Pétalas esquecidas?

Graça Pires disse...

Ouço os pássaros e o vento e os barcos que partem...
Um beijo d'Angelo.

Victor Meira disse...

É lindo, D'Angelo. As figuras vem em composições muito afinadas. "palco para múltiplos quintetos de aves" é fera.

Gosto bastante.

Victor Meira disse...

Aliás, pra falar a verdade, acho até que o Kandinski tá roubando um pouquinho do ouro da poesia. Me incomodou um tiquinho.

Abração!