sábado

um amor que assim se revele


"Menina com boina vermelha", Pablo Picasso

espero um amor que
assim se revele
como ou feito o céu que
quando for estelar

que não seja palavra
arredia, criptografia
mas chão de aconchego
nunca revolto mar

e que norte seja de
azuis imensuráveis
um códice de asas traduzido
por manifestos do olhar

3 comentários:

mfc disse...

Todos ansiamos por um amor verdadeiro... aquele que nos revolve por inteiro!

Graça Pires disse...

"um amor que assim se revele" que torne a alma côncava a todos os fascínios...
Gostei do poema.
Um beijo, amigo.

Elizabeth F. de Oliveira disse...

Um amor feito de poesia, a forma mais perfeita de amar.