terça-feira

a alma tatuada por anelos de estrelas




                                                           









"Barcos de pesca que saem do porto", Claude Monet


                                           Para Graça Pires, a partir da leitura de "Espaço livre com barcos"
 

argonauta das palavras
não te ancoras no
outrora no que te
dispões a marear

e teu porto de partida
é a alma tatuada por
anelos de estrelas e
ávida por singrar

ao tomares pelas mãos
brisa, gaivotas, velas
atrelas teus versos a
itinerários dos azuis

pelos quais sempre vais
entre acenos de barcos
vagas, rituais de lemes
e  pontos cardeais

3 comentários:

Graça Pires disse...

Meu querido amigo d'Angelo, fico tão sensibilizada com este poema que não me canso de o ler. Vou guardá-lo com a "alma tatuada por anelos de estrelas e[...] itinerários dos azuis".
Bem haja. Um grande beijo.

Mar Arável disse...

Merecida homenagem

à nossa amiga

Elizabeth F. de Oliveira disse...

Graça Pires tem realmente a alma tatuada de estrelas e esse poema, de beleza rara, faz jus a essa poeta que faz as palavras luzirem no firmamento da poesia.

Uma linda homenagem!!!
Parabéns!