domingo

o constraste que vem pela janela

eu diria uma
florboleta
tal das asas
o irisado
que a pétalas
se assemelham


pois assim a vejo
nessa caleidoscópica
trajetória
que desbanca um dia
em branco e preto


e em meio à minha
sarabanda
ela voa minueto

2 comentários:

Henrique Coutinho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Henrique Coutinho disse...

Não me lembro de ter visto tanto lirismo e inteligência com a palavra em gente viva, ultimamente. Admiro a naturalidade e a simplicidade com que você mostra esses atributos.

Sobre esse bichinho, ele só pode mesmo ser flor voadora.