quinta-feira

arcanos lunares


"A lua", Tarsila do Amaral

assim a lua é símile
à solitude de um veleiro
funambulando na bruma
fracionada quase ao meio

serial então ela ruma
elíptico dela o enleio
e mais dia menos dia
propor-me-á uma questão

quando ela for plenilúnio
eu que já tive momentos
mais constelados
continuarei no rés-do-chão

Nenhum comentário: